Postagens

Mostrando postagens de Junho 30, 2017

Entre a interdição e a plenitude: treze livros para o Orgulho Gay

Imagem
Há maneiras diversas de como a literatura construiu suas figurações acerca do gay ou das identidades múltiplas do sujeito. Numa escala, tais construções transitam entre o ocultamento ou velamento à exposição, entre a interdição pública, privada ou pessoal, à revelação e o assumir-se, encabeçando uma abertura às lutas pelo respeito sobre a diversidade, o que não é, de maneira nenhuma só uma obrigação da sociedade e sim uma necessidade clara de tornar esse respeito uma constante dos valores nobres do humano. Assim, foi que pensamos em organizar esta lista – oferecendo o máximo das diversidades e o máximo de possibilidades de como a literatura, dentro e fora do Brasil, referiu-se até agora sobre o tema e suas proximidades. Isso porque compreendemos a literatura como espaço fundamental capaz de nos oferecer uma maneira outra de pensar o de fora dos padrões impostos como a normalidade do mundo.
Maurice, de E. M. Foster. Publicado em 1971 depois da morte do escritor, que não quis trazer est…