Postagens

Mostrando postagens de Agosto 22, 2017

Denise Levertov, poeta e algo mais

Imagem
Por Natalia Carbajosa


Figura imprescindível da poesia e da crítica estadunidense do século XX, Denise Levertov (Reino Unido, 1923 – Estados Unidos, 1997) é conhecida em nosso idioma quase exclusivamente como poeta e isso só de maneira parcial já que só é possível encontrar partes dos poemas dos dezenove livros publicados entre 1946 e 1999 em esparsas antologias. 
Poeta precoce, educada em casa num ambiente de grande estímulo espiritual, social e literário (seu pai, Paul [Pavel] Levertoff, era pastor anglicano de origem judaica; sua mãe, Beatrice Spooner-Jones, cristã galesa), aos doze anos se “atreveu” a enviar a T. S. Eliot um conjunto de poemas, quem lhe respondeu encorajadoramente; casada com o escritor estadunidense Mitchell Goodman, em finais da década de 1940, ambos se instalaram em Nova York. 
Logo abandonou o estilo do novo romantismo inglês, ao qual pertence o seu primeiro livro, The Double Image, para empapar-se das vanguardas poéticas do novo continente, sobretudo, depois d…